Fecha Corpo movimenta Monte Alegre do Sul na Sexta-Feira Santa

A Estância de Monte Alegre do Sul mantém a tradição do Fecha Corpo, que acontece na Sexta-Feira Santa, dia 29, das 6 às 9h, no centro da cidade. Neste ano a prática do Fecha Corpo completa 76 anos.

Logo ao amanhecer, o centro histórico e alambiques da cidade começam a receber milhares de visitantes e turistas que vem à cidade atraídos pelo Fecha Corpo, que consiste em tomar, em jejum, a famosa mistura de cachaça com guiné ou arruda que, segundo a tradição, combate o mau olhado, inveja e doenças.

Início do Fecha Corpo 

Tudo começou em 1948, quando o saudoso monte-alegrense Sr. Zezé Valente estava doente e tomou a bebida, uma receita que aprendera com a escrava Nhá Sabá e se curou da doença.

A tradição, segundo relatos orais, dita que por volta de 1940, quando o senhor José Valente adoeceu, procurou médicos, tomou remédios, sem qualquer resultado.Foi então que ele recorreu a Nhá Sabá, benzedeira respeitada, que o diagnosticou com uma doença espiritual. Para que fosse curado, a receita foi uma dose em jejum de cachaça curtida na arruda ou guiné, nas primeiras horas de uma Sexta-Feira Santa.

Seo Zezé, como era conhecido, cumpriu à risca o conselho e se viu curado em pouco tempo. A notícia se espalhou e seus amigos e conhecidos começaram a frequentar sua casa ao amanhecer de cada Sexta-feira Santa, em busca da dose milagrosa de Nhá Sabá.

Durante a quaresma, período de reflexão para a igreja católica, a guiné e arruda, usadas nas religiões africanas para proteger das energias negativas formam um sincretismo religioso e se fundem aos rituais da Peregrinação de Cristo em sua tortura e morte.

A notícia dacura e dos benefícios do “Fecha Corpo” cresceu, ganhou fama fora dos limites de Monte Alegre do Sul e transformou-se numa tradição cultural.

Após a morte de José Valente, o Zezé, o filho Amauri e o neto Maurício, assumiram a responsabilidade da tradição de distribuir a mistura com cachaça, arruda ou guiné. Ela vem acompanhada com um pãozinho com aliche.

Desde então, a tradição se tornou um dos principais atrativos culturais do Município na Sexta-feira Santa. Além do centro histórico, vários alambiques do Município também oferecem a bebida aos visitantes.

Visite os alambiques de Monte Alegre do Sul –acesse – https://www.montealegredosul.tur.br/gastronomia/5/alambiques

Foto: Reprodução

Veja também:

https://www.tribunadasaguas.com.br/2024/03/27/aguas-de-lindoia-realiza-a-campanha-de-vacinacao-contra-a-influenza-gripe-ate-31-05/

https://www.tribunadasaguas.com.br/2024/03/26/estudantes-comecam-a-receber-primeira-parcela-do-programa-pe-de-meia/

https://www.tribunadasaguas.com.br/2024/03/22/escolas-estaduais-da-regiao-abrem-236-vagas-de-agente-de-organizacao-escolar/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *